Cinema

Histórias que inspiram 01.


Eu não sei dizer de onde vem a inspiração, mas confesso que vivo uma busca contínua por ela. Procuro escrever em lugares diferentes, sobre temas diferentes e personagens que parecem escondidos na sociedade. Faço obra no quarto, no escritório e busco deixar o meu entorno o mais artístico possível  para que, de alguma forma, isso ascenda o artista dentro de mim. Eu não tenho os comandos para fazer com a que a inspiração apareça, mas o procuro incessantemente. E aos poucos percebo que as melhores inspirações surgem das pessoas comuns, dessas do dia a dia, porque o simples continua sendo o caminho mais eficaz.

Recentemente pude conhecer a história dos Irmãos Duplass (Jay e Mark) através das palavras do próprio Mark Duplass. (se você entende inglês poderá assistir no link do you tube que se encontra abaixo). Em um breve resumo, num estilo bem cinema novo de ser: “uma câmera na mão e uma ideia na cabeça”, Mark conta de onde os irmãos saíram até fecharem um acordo para a produção de 04 filmes com a Netflix. A inspiração que ele dá gira muito em torno de um simples fato: o de que temos o controle da nossa vida em nossas mãos e que é INFINITAMENTE melhor ter esse controle do que entregá-lo para outra pessoa.

Mark conta que ele o irmão chegaram no fundo do poço após terem investido todo o dinheiro em um filme que simplesmente não deu certo. Muito disso se deu pelo fato de eles terem feito algo que não os tocasse de alguma maneira, ou que não tivessem nenhuma propriedade sobre o assunto. Um dia, sentados e frustrados, tiveram uma ideia, ligaram a câmera e gravaram um curta. No improviso mesmo. Não havia uma técnica afiada, nem luz, nem aparelhos altamente tecnológicos. Existia apenas uma boa ideia e uma câmera para captar essa ideia. Mas acima disso, era uma experiência que um dos irmãos tinha passado então ele tinha propriedade sobre o assunto. Ele sabia o que estava contando e mostrando. Essa ideia virou um curta, que foi para Sundance, e ganhou todos os prêmios que concorreu. Eis o curta:

Simples né?

Do curta, eles foram para um longa, e outro, e uma série de tv na HBO, e trabalharam como diretores, produtores, criadores e atores, e continuaram crescendo, tanto juntos quanto separados, pois eles possuem projetos independentes também. A maravilha de toda essa simplicidade é mostrar que as ideias estão por aí, rodando, buscando um local onde se agarrar para que sejam trazidas para a vida, basta que estejamos preparados para não perder essa oportunidade.

Acima de tudo, para os criadores artísticos de plantão, talvez sua inspiração está exatamente no seu dia a dia. Olhe em volta, perceba as pessoas à sua volta, os trejeitos e ambições, os cenários, os acontecimentos e situações. É simplesmente uma questão de abrir os olhos, estando aberto, a inspiração se faz presente!

O vídeo do Mark Duplass é esse aqui ó:

Escrito por: Renan Amaral Andreão

Roteirista, diretor e sócio fundador da Jemastê filmes.

Tendências e Escolhas
1 + 1 = 2
Cinema
Portfólio Renan Amaral
Cinema
“Vinícius, Vinícius” – Um filme de Fran Mattoso
Atualmente não há comentários.